O Café Conhecendo o Café Produção Controle de pragas e doenças em mudas na fase de viveiro
Controle de pragas e doenças em mudas na fase de viveiro
Paulo T. Gontijo Guimarães
Milton Moreira de Carvalho
Antonio Nazareno G. Mendes
Gabriel Ferreira Bártholo

Pragas

Bicho-mineiro – pulverização com malation 500 CE na dosagem de 250 a 300 ml para 100 ml? de água. Adicionar espalhante adesivo.
Cochonilhas – pulverização com malation 500 CE mais óleo emulsionável, nas dosagens de 300 e 1.000 ml/ 100  L de água, respectivamente.
Lagartas e grilos – pulverização com carbaril 850 PM, na dosagem de 150 g para 100 L de água, feita na base da planta e nos espaços entre saquinhos.

Doenças

Cercosporiose (olho-pardo) – pulverização de 15 em 15 dias, a partir do aparecimento dos primeiros pares de folhas, usando-se alternadamente oxicloreto de cobre a 50% e mancozeb (800 g/kg), na proporção de 100 g/100 L de água.

Rhizoctoniose – instalação do viveiro em locais adequados, de modo a evitar condições de umidade e sombreamento excessivos. Tratamento da mistura de terra e esterco a ser utilizada para enchimento dos saquinhos com brometo de metila, utilizando-se de 150 cm3 do produto para 1.000 L da mistura. Como a terra dos saquinhos pode recontaminar-se pela água de irrigação, é recomendável fazer, uma semana antes do semeio, uma rega com pentacloronitrobenzeno (PCNB), na proporção de 300 a 500 g/100 L de água, aplicando-se 2 a 3 L/ m2 de canteiro.

O tratamento preventivo deve continuar até as mudas atingirem dois pares de folhas, intercalando-se, de 15 em 15 dias, pulverizações com PCNB, na proporção de 250 g/100 L de água, com pulverizações de oxicloreto de cobre a 50% dissolvido na proporção de 300 g/100 L de água. A complementação do tratamento será obtida através de pulverizações alternadas com oxicloreto de cobre mancozeb, nas mesmas dosagens recomendadas para o controle de cercosporiose.

Quando a doença já se instalou no viveiro, o controle será feito com o uso de benomyl (500 g/kg) dissolvido na proporção de 200 g/100 L de água. As pulverizações recomendadas ao controle desta doença deverão ser dirigidas para a região do colo das plantas.

Mancha-aureolada – proteção do viveiro contra ventos frios, que favorecem o aparecimento da doença. A aplicação de antibiótico agrimicina, na dose de 200 g/100 L de água, acrescidos de 200 g de oxicloreto de cobre a 50%, logo que se observarem os primeiros sintomas de ocorrência da doença.

Conheça o filme "Pragas do Cafeeiro"